BMW propõe modelo de ciclovia elétrica e elevada para reduzir trânsito


27/04/2019
Montadora quer criar alternativa para a proibição de veículos nos centros das cidades.

Empresas de automóveis incentivando o uso de bicicletas não é algo comum, mas a BMW não parece se importar com o convencional. Exemplo disso é que, em colaboração com a Universidade de Tongji e um escritório de tecnologia de Xangai, ambos na China, a montadora desenvolveu um interessante projeto onde bicicletas elétricas e scooters teriam sua própria estrada elevada.
Ciclovias elevadas não são exatamente novidade, tanto que em fevereiro foi inaugurada a maior via área exclusiva para bikes na China. Mas a inovação da BMW pode estar nos detalhes do projeto, que incluem cobertura de painéis solares, controle de clima e tecnologia de coleta de águas pluviais.

 
Batizado de “BMW Vision E³ Way”, a ideia segue as premissas: elevado, elétrico e eficiente. E foi projetado para enfrentar os desafios de transporte nas “aglomerações urbanas” das megacidades do futuro.
“[A tecnologia] Trabalha simplesmente criando espaço para o tráfego zero emissões das duas rodas. Na China, mais de um bilhão de pessoas viverão nas cidades até 2050. O país se tornará a incubadora mundial de inúmeras inovações de mobilidade, afinal, existe uma necessidade urgente de ação”, afirma Markus Seidel, chefe da BMW Technology Office China.
O projeto defende que o modelo de ciclovia reduziria o congestionamento, as emissões poluentes, o tempo de viagem entre os deslocamentos e o risco de acidentes. A iniciativa ainda inclui sistemas automatizados de vigilância de vídeo e inteligência artificial, além de design modular e que pode ser aplicado em qualquer megacidade.
Leia na biblioteca do ENGENHARIA COMPARTILHADA:

 
TRANSPORTE RODOVIÁRIO, FERROVIÁRIO E MOBILIDADE URBANA
 

Compartilhe essa notícia:

Veja outras notícias